Paz no mundo

Desde os primeiros relatos do mundo percebemos que sempre houve discórdia entre os homens e povos. Guerras, violência, maldades, desonestidade, vingança, entre tantas outras desavenças. O mundo nunca foi de paz.

Muitos fatos já ocorreram envolvendo tragédias, vítimas inocentes por brigas de poder e dinheiro, mas isso é o que sabemos através da história que conhecemos. O que vivemos hoje está aí, escancarado, sem filtros ou mesmo sem vergonha de mostrar o que estão dispostos a fazer e ponto; temos tudo à nossa frente, nos faltam a palavra, a união e o senso comum.

Enquanto no começo da história a matança era o melhor prato da vingança e da soberba dos poderosos daquela época, hoje a matança é provocada por atitudes que levam à morte dos sonhos, da dignidade e dos direitos que todo ser humano merece.

Como não dar importância a pessoas que têm fome, que não têm nem como morar dignamente por falta de recursos financeiros, falta de oportunidades, falta de uma mão que se estenda para um ser que necessita tanto quanto qualquer outro da subsistência? Ninguém está aqui para ser escravo ou minimizado como ser por outrem.

As guerras entre os povos, a maldade jogada no ser humano, ao ponto de levar ao desespero, como vimos recentemente no Afeganistão, pessoas fugindo, morrendo pelo medo do controle de um grupo que não tem nada de diferente, a não ser o poder com uma arma na mão. É uma matança indireta, assim como a fome e a falta de recursos para a sobrevivência.

É esse o mundo que esperávamos quando chegasse o século XXI? Ou como crescemos ouvindo que o fim do mundo seria no ano 2000? Não acabou o mundo, mas acabou a alegria de viver, a liberdade de ser quem se quer ser. Estamos divididos em pobres e ricos, poderosos e dominados, viver ou morrer.

É, acabou o mundo em 1999, quando, embora tivéssemos problemas, mas ainda éramos felizes. Por isso que hoje as pessoas procuram tanto a felicidade e não encontram, nada é o suficiente, sabe-se de tudo e de todos, estamos sempre à procura de algo e nem sabemos ao certo o que; a grama do vizinho é sempre mais verde. Até quando seremos reféns de outros seres humanos, que por se acharem mais espertos, mais sagazes, mandam e desmandam, matam, roubam, apontam o dedo, intimidam e matam a vida real de cada um?

O mundo precisa de paz, o mundo precisa da sua voz, de união para um bem comum. Precisa de mais solidariedade e amor no coração, o mundo não foi feito só para alguns, é de todos!

São muitas as pessoas que necessitam de ajuda, às vezes uma palavra, um abraço, um gesto de carinho. Um cobertor, um prato de comida, de respirar e sorrir. Seja alguém que valha a pena, faça sua parte. Não dá mais para esperar, o mundo precisa respirar, precisa de alegria. O sol nasce todos os dias e brilha, sigamos o exemplo da mãe natureza e vamos escolher nascer a cada dia e brilhar para a vida.

Maristela Prado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s