Vidas em chamas

Se as pessoas soubessem que grande parte dos  maus sentimentos e estagnação da vida é concedido 

por nós mesmos, teríamos uma população bem mais resolvida. Mas não é o que se vê, ao contrário disso, me deparo todos os dias com situações de puro conflito, tristeza, mágoas, que poderiam ser resolvidos com uma terapia interna, ou seja; olhar para dentro de si. Isso ninguém faz, é muito mais fácil de aceitar os nãos, julgando ser culpa do outro, nunca sua. Isso porque se tem a falsa impressão de achar que jamais faria isso consigo mesmo, mas faz a todo instante. 

Se você reclama o tempo todo que não consegue nada na sua vida, já foi em busca mesmo? Já tentou mudar alguma coisa em você para que conquiste aquilo? Já parou pra pensar se está vivendo a vida que queria, ou está vivendo a vida do outro? Sua felicidade é mesmo essa, ou você se faz de feliz para que te vejam assim? Quantas vezes por dia agradece a tudo o que recebe todos os dias, ou acha que nada acontece, apenas vive todos os dias as mesmas coisas? Está cuidando da sua vida direitinho, preocupando-se de fato com o seu caminho, ou está mais preocupado em acabar com a vida do outro, se dar bem sem medir o sofrimento que se causa no outro? É assim que deseja suas conquistas? 

Veja bem, quantos são os problemas que o próprio ser causa a si mesmo, mas não se da conta disso, não acha que está prejudicando a própria vida, acha que está sendo esperto, inteligente, perspicaz, e ainda se orgulha disso. Pobre pessoa, não percebe que o mau é só pra si mesmo, acha que está vendo “o circo pegar fogo” mas não enxerga que a sua vida está em chamas. É a maldade, inveja, intriga, raiva, insatisfação, colocando fogo na humanidade , trazendo os piores sentimentos pra dentro da alma, estragando e estagnando a própria vida. 

Dedique mais tempo a você, coloque-se como a pessoa mais importante a ser analisada e julgada, estudada, admirada, orgulhosa de você mesma. Se as pessoas no mundo passassem a ter mais tempo para cuidar de si e ter mais compaixão, não haveria tanto desamor, tanto ódio, tantos transtornos psicológicos, tanta competição e tanta traição. Nunca se conquistou nada no ódio, como é que então hoje se acredita tanto nisso? Onde foi que tudo isso começou? Quais são os valores de hoje, eles ainda existem? Eu acho que não, se tudo está do jeito que cada um quer, os valores se foram, e com eles a moral e a capacidade de amar também. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s